segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

A comunicação Interna


Os novos tempos trouxeram desafios enormes para a comunicação interna das empresas. Há pouco tempo o papel da comunicação interna era 'apenas' comunicar, informar, hoje, a responsabilidade é maior: é formar, capacitar e influenciar.

Um colaborador mais engajado, conhecedor da estratégia da organização, cúmplice e influenciador no mercado, é o desejo de toda organização. E como alcançar isso?

Seremos redundantes, mas não há outra maneira que não a de ter um profissional conhecedor das técnicas de comunicção - o Relações Públicas, as novas cobranças do mercado impõe novas formas de lidar com seu público interno.

Para uma nova cobrança há que se ter uma nova postura!

Desconectado


By Bruno M. Abrão




Ano 2009, acordei como de costume as 6h00 da manhã para ir trabalhar com o despertador buzinando no meu ouvido. A primeira coisa que fui fazer foi ligar o celular para ver se algum cretino tinha me ligado de madrugada. Para minha surpresa o celular não ligou. Desesperadamente coloquei o mesmo para carregar e mesmo assim ele não ligou. Um frio na minha barriga me tirou o apetite para o café da manhã, na hora pensei em meus contatos, pois depois que o celular virou moda, adeus agenda de telefones que ficava em minha gaveta. Por um momento tentei lembrar alguns números. Impossível. Depois me lembrei das fotos do aniversário de minha irmã, que eu ainda não tinha descarregado no computador. Fechei os olhos e uma lágrima caiu lentamente em cima de meu porta-retrato digital, que também havia se apagado, ficando somente o suporte. Depois mais lágrimas caíram quando lembrei que depois do retrato digital, não tínhamos aqueles famosos álbuns de fotografias que predominavam antigamente. Adeus boas lembranças.

Mas por um momento a tristeza passou, lembrei que tinha tudo gravado em CDs e em arquivos dentro do meu notebook. Com certo pressentimento de que algo estava errado, apertei o botão de ligar. Sem resposta. Pânico geral. Lagrimas se misturavam com suor frio que começou a escorrer pelo meu rosto. Trabalhos de faculdade, apostilas, fotos, planilhas de contabilidade, e uma série de arquivos estavam perdidos. Pelos Deuses, estava totalmente perdido, apesar de estar com roupas, me sentia completamente nu. Foi quando a ficha caiu. Meus e-mails, Orkut, MSN, Facebook, Twitter, blog, ahhhhh. Não suportando mais a angustia em meu peito corri para Lan house mais próxima e para a minha surpresa, um monte de maquinas de escrever, substituíram os computadores. Discuti com o dono, e ele me chamando de louco, ligou para a polícia.

Corri desesperadamente para casa, não entendia o que acontecia, onde estavam os computadores, porque meu celular não funcionava mais, a internet. A bendita internet. Onde estava ela. Minha rede de relacionamentos. Meus amigos on-line. Onde estariam agora. Meus e-mails, ahhh meus e-mails. Minhas fotos. Sentia-me sozinho, sensível, fraco, nu. Não queria mais trabalhar, liguei o carro para sumir por essas estradas. Quando estava pronto para configurar meu GPS, ele também não ligava. A depressão estava ficando aguda. Precisava distrair a cabeça, procurei e até que achei meu MP26 para escutar um pouco de música. Mas ele também estava apagado, apenas de corpo presente, mas sem alma. Céus, o que havia acontecido com o mundo digital do qual somos tão dependentes?

Foi quando um barulho ensurdecedor começou a me assustar e finalmente acordei de verdade, com um puts, puts no meu celular. Estava suado e ao mesmo tempo aliviado, por se tratar apenas de um pesadelo.

Reflexão:

O mundo digital praticamente dominou os seres humanos e hoje não depender desses meios é apenas um sonho, ou pesadelo. Deixo a critério de leitor.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

MediaOn


Aconteceu na última semana em São Paulo o 3º MediaOn, seminário internacional de jornalismo realizado pelo Terra, as palestras giraram em torno de como a web deve ser utilizada e quais são seus entraves financeiros, no último dia de palestras a pauta foi como esse uso das ferramentas 2.0 impacta tanto o profissional quanto o leitor.

Durante os quatro painéis foram discutidos temas como TV digital, viabilidade e custo de empresas para web, o importante papel do jornalismo esportivo nessa mídia e o impacto das redes sociais no cotidiano do jornalista.
Os jornalistas online são conectores de informação que devem estar o tempo todo não apenas conectados, mas atentos às redes sociais; Julio Gomes, que falou no sétimo painel "Prestamos atenção no que as pessoas acham do nosso trabalho. Isso é essencial".

O jornalista online não pode fugir da realidade do mundo e das tecnologias, pois nada está parado no mundo da web. Os comentários em blogues, os tweets, os scraps do Orkut são importantes para o trabalho jornalístico, pois servem não só como medidor do impacto da notícia como do próprio trabalho. É no que acredita o paraibano Sílvio Meira, que palestrou no sexto painel. "(O jornalista) tem que participar da construção na web", afirmou.

Os veículos precisam se adaptar às novas mídias móveis, se beneficiarem com a grande repercussão que elas têm e dentro disso evoluírem cada vez mais, a internet abriu portas para que o caminho de duas mãos fosse construído. Para Tiago Dória, o diferencial da imprensa está em se saber usar a rede a seu favor, ao invés de apenas fazer parte dela. Saber usar o Twitter, o Facebook, o Orkut, o Google e outros diversos como ferramentas que enriqueçam a matéria. "O objetivo", conclui José Toledo aludindo à ideia do Twitter, "é ter sua mensagem passada adiante"!

Atenção pessoal, vamos nos conectar e crescer com o imenso leque de oportunidades que surge a nossa frente.

Pricípio comum da comunicação


Dentro das novas tecnologias de comunicação as palavras de ordem são: colaboração, inovação e mobilidade; trata-se de um fenômeno de democracia ao acesso e publicação de informações que até hoje nenhuma mídia havia possibilitado.
Como característica comum as novas tecnologias está a interatividade, agilidade e participação coletiva, com diversas ferramentas que podem ser moldadas pelo usuário, esses meios são ágeis, movidos à mensagens instantâneas e proporcionam aos usuários uma linguagem mais objetiva e clara (como no Twitter que possuí um número limitado de caracteres em cada postagem).
As novas ferramentas nos possibilitam participar, dar opiniões, diferente de outros meios como a TV e o Rádio, são esses pontos que alteraram a comunicação tradicional e se tornaram um padrão da modernidade. Tais meios possuem comunicação bidirecional, que permite uma integração instantânea entre emissores e receptores sem intermediação, a comunicação acontece em tempo real, revolucionando assim a maneira de nos comunicarmos com o mundo.
No campo da comunicação empresarial, não é diferente, as novas mídias tem mudado a forma com que as organizações ‘falam’ com o mundo, blogs, twitter, second life e tantas outras formas de comunicação estão presentes nas organizações, porém não são todas que estão dispostas a ‘falar’, mas principalmente ‘ouvir’ abertamente o que o público pensa dela; o fato de expor as empresas e torná-las “vulnerável” aos comentários alheios não às deixa muito ‘a vontade’ com as novas mídias.
O que as empresas precisam aprender é que ao mesmo tempo em que essas ferramentas assustam, podem se tornar uma ótima aliada para reforçar sua imagem, aderindo á essas novas tecnologia as empresas abrem espaço para testar idéias e produtos, e agindo rapidamente em relação á dicas e críticas, podem evitar crises.
A mídia produzida pelo consumidor acaba gerando credibilidade, uma vez que não é filtrada por empresas privadas. A platéia esta tomando o palco! As novas tecnologias estão a favor do consumidor, garantindo um poder antes restrito.
Para as empresas adaptar-se a esse ‘admirável mundo novo’ é colocar em prática a verdadeira transparência e passar verdadeiramente a ‘ouvir’ consumidores e seus diversos públicos.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

A interação dos sites de relacionamentos

Sites populares de relacionamento social como o blog, Orkut, twitter, facebook, estão mudando o comportamento das pessoas na internet. Hoje existem milhares de redes sociais, com o intuito de se comunicar e interagir com amigos e familiares.


Blog: É um diário virtual, onde suas informações podem ser atualizadas. As empresas usam o branding, que é um canal para fortalecer e divulgar sua marca. Podemos utilizá-las na empresa para divulgar o seu serviço, de forma simples e correta com uma linguagem de fácil entendimento. É poder entrar na blogosfera, onde visa o público interno e externo. Serve para deixar em evidencia sua marca e transparecer suas informações com os públicos.


Orkut: É o mercado da internet, onde as empresas usam para se promover e divulgar. É mostrado mais a publicidade da empresa. O Orkut é uma rede de relacionamento onde amigos pessoais e profissionais se comunicam sobre interesses em comum, saber o que está acontecendo no mundo, assim aproximando culturas e raças.


Twitter: É considerado também um diário virtual, mas é digitalizado com menos caracteres. Sua criação é gratuita e tem como característica passar informações rápidas e simples. Nas empresas sua tendência é monitorar a marca e o perfil dos usuários. Serve também como porta de comunicação entre a empresa e o cliente. Mantém uma relação de agilidade e humanização dentro da rede. Seus seguidores querem conhecer quando:é para ser usado como um atendimento ao cliente, acrescentando respostas para dúvidas freqüentes, dicas… (mas ele não substitui outros atendimentos) Nos transportes, informando onde a sua mercadoria está nesse momento…Enviando ofertas e promoções especiais para seus seguidores visitarem a loja, incentivando o aumento do número de membros…Não pode tuitar assuntos apenas da empresa/marca, mas sim do universo que rodeia a mesma…Faça perguntas. O Twitter é excelente para obter respostas.


Face book: É uma rede social que reúne pessoas a seus amigos para contatos. Uma forma de entretenimento diferenciado, pois é diferente do Orkut com mais privacidade, segurança e confiável e sua intenção é deixar o mundo mais aberto e comunicativo, onde há informações e seu principal foco é a comunicação entre as pessoas. Sua característica é alimentar noticias permitindo uma comunicação direta e real. Ele mapeia os gostos e interesses dos usuários, podendo assim ser usado nas empresas que desejam entender seus clientes.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Aos nossos professores

Definições para Professor:

Uma pessoa não comum!


Uma pessoa sábia! Símbolo para muitos! Venerado por sua sabedoria!

Ídolo para as crianças!

Quem sabe, tirano para os adolescentes!

Amigo para os de mais idade! Não importa o título!

Muitos Mestres passam por nossa vida, mediando o conhecimento, abrindo portas, mostrando caminhos!

Os anos passam... o conhecimento é acumulado, algum conhecimento é esquecido, outros ficam ultrapassados, mas os valores são eternos e a lembrança de alguns mestres permanece.

Aprendemos até os seus trejeitos, cada um tem seu jeitinho marcante:

Professor Castanheira e as assustadoras regras, mas o coração mais atencioso do mundo;

Professora Cassia e a energia estonteante, arrebatadora! CHEGAAA, chegando como diríamos na nossa linguagem;

Professora Cibele é a meiguice em pessoa, BARBARA!!!

Professora Dani, a delicadeza até na hora dos assovios;

Professora Vera detém uma postura profissional almejada por todos;

Bruno Valente, ATENÇÃO, a juventude salta aos poros e conquista a todos sem mais esforços;

Rafael faz cara de bravo, mas convence mais pela dedicação ao lecionar;

Professora Daniela Estabili, fica brava, mas com as maças rosadas e o sorriso no rosto;

E o que dizer da professora Carmella, mesmo não lecionando mais, amou nosso curso como amaria um filho...

Somos frutos de algum mestre.

Todo pai é um pouco mestre e todo professor é um pouco pai!

Obrigada, Mestres!

Obrigada, Professores!!!

6º semestre de Comunicação Social - FAM

domingo, 11 de outubro de 2009

Agência Experimental

Com a orientação da professora Cassia Gargantini desenvolvemos nosso Manual de Identidade; a você professora nosso muito obrigado!


Aos nossos leitores pedimos que assistam e opinem, só com feedback chegaremos a excelência tão almejada em nossas vidas profissionais.


Não se esqueçam: Em eQuipe as coisas acontecem!

video